SEGURO VIAGEM

SEGURO VIAGEM

– O valor do seguro depende da cobertura, do destino e da duração da viagem;

– Há planos individuais e familiares – que se estendem ao cônjuge e aos filhos – e para viagens nacionais e internacionais;

– Verifique se o seu cartão de crédito e pacote de viagem já oferecem o benefício;

– Antes de contratar o seguro-viagem, veja qual plano atende às suas necessidades;

– Existem produtos personalizados para vários perfis: gestantes, idosos, estudantes de intercâmbio e praticantes de esportes radicais.

– Prefira um seguro-viagem com atendimento 24 horas e falado em português;

– Confirme se o plano cobre internação e transporte em caso de urgência;

– Veja se os médicos e hospitais credenciados estão localizados próximo do local onde você estará hospedado;

– Contrate a empresa que oferecer o maior valor para despesas médicas com a mais ampla cobertura de tipos de doenças;

– Durante a viagem, carregue com você o telefone da central de atendimento no caso de uma eventual emergência.

– Os 27 países europeus que integram o Tratado de Schengen exigem que o turista tenha um seguro-viagem com cobertura mínima de 30 mil euros. São eles: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Itália, Irlanda, Islândia, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Polônia, Portugal, Reino Unido, República Tcheca, Romênia, Suécia e Suíça;

– Para viajar para Cuba, é obrigatório ter seguro-viagem, que pode ser comprado antes de embarcar ou no próprio aeroporto;

– O governo da Austrália exige que estudantes de intercâmbio tenham o seguro-saúde Overseas Students Health Cover (OSHC).

Fonte; Abril

SEGURO VIAGEM
Rolar para o topo
error: Content is protected !!